Ainda hoje, são servidos nesta sala os banquetes da Presidência da República.
Expostas nos aparadores e mesas, as peças de ourivesaria do século XVII ao século XIX, produzidas nas melhores oficinas nacionais e europeias, a par de exemplares de serviços de porcelana chinesa de exportação do século XVIII, atestam a riqueza das artes da mesa da Casa Real portuguesa.
Por ocasião da vinda do rei Eduardo VII da Grã-Bretanha a Portugal, em 1903, D. Carlos encomendou as 180 cadeiras desta sala. As cortinas de tule de algodão bordado a ponto de cadeia, de origem suíça, da segunda metade do século XIX, são exemplares remanescentes dos muitos que outrora existiram nas janelas do Palácio da Ajuda.